O bailarino dos nossos dias é polivalente e competente em várias linguagens. Procura crescer dentro de uma visão transversal e global das diversas correntes estéticas que influenciam os novos criadores e coreógrafos da atualidade.